segunda-feira, 8 de setembro de 2014

O ÊXODO JUDAICO DA TERRA DO "ANTICRISTO" COMEÇOU



Por Walid Shoebat 

O presidente dos EUA Barack Obama, na sexta-feira, instou o diabo para encobrir seus chifres quando perguntou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, para "combater o antissemitismo". Em meio a relatos que dizem que os judeus turcos turcos estão deixando o país devido ao crescente antissemitismo, do antagonismo exacerbado do AKP [Adalet ve Kalkınma Partisi Partido da Justiça e Desenvolvimento] pelo governo islâmico em relação a Israel e os judeus. A Turquia está competindo com a Alemanha nazista. Se os nazistas com toda a sua propaganda foi projetado para estabelecer inimigos externos, hoje a Turquia procura unificar todos os muçulmanos sob um califado maior e é visando Israel, a fim de unir o mundo muçulmano, assim como os nazistas fizeram, unificando todos os alemães étnicos que viveram fora das fronteiras do Reich, sob uma Grande Alemanha.

E assim como os nazistas fizeram, criando uma dor fictícia e miséria, estavam sendo forçada sobre pessoas de etnia alemã fora da Alemanha, a propaganda antissemita turca que está se tornando bastante semelhante:

"Você veio aqui depois de ser banido da Espanha", escreveu Yeni Akit correspondente Faruk Köse, em julho passado, em uma carta aberta ao Hakham Bashi, o rabino-chefe da comunidade judaica da Turquia. "Você tem vivido confortavelmente entre nós por 500 anos e ficou rico às nossas custas. É este o seu agradecimento - matando muçulmanos? Erdogan, exige que o líder da comunidade peça desculpas! "

E agora, Nesim Güvenis, vice-presidente da Associação dos judeus turcos em Israel, em declarações ao diário Hurriyet Perus Güvenis disse que jovens judeus estão particularmente interessados ​​em sair, centenas dos quais já se mudaram para os EUA e a Europa nos últimos anos.

O famigerado incidente de Mavi Marmara e a decisão do primeiro-ministro turco Recep Tayyip Erdogan, a tempestade de uma entrevista na televisão com o presidente israelense Shimon Peres, foram os fatores que contribuem para o forte sentimento crescente de desconforto entre 15.000 da comunidade judaica da Turquia, que o viam como puro antagonismo em parte de seu próprio primeiro-ministro.

Güveniş, que fez a Aliyah (retorno ou emigração de volta) para Israel em 1981, e é um dos cerca de 80 mil judeus turcos que vivem hoje em Israel.

Mas a política anti-Israel são apenas a ponta do iceberg.

Declarações flagrantemente antissemitas por líderes turcos tornaram-se quase uma rotina; do vice-primeiro-ministro do país, acusando de uma conspiração escura pelos "judeus da Diáspora", como estar por trás do movimento  de  protesto contra o governo "Gezi Park", para comentários semelhantes feitos pelo próprio Erdogan.


Os chifres do primeiro-ministro turco, incluindo a sua longa história de antissemitismo não é nenhum segredo:

"Os judeus começaram a esmagar os muçulmanos na Palestina, em nome do sionismo. Hoje, a imagem dos judeus não é diferente do que a dos nazistas. "(Prefeito Erdogan 1988)

Os judeus turcos estão deixando a Turquia fora de "desespero", diz um estudante judeu de 20 anos e emigrado da Turquia.

"Eles eram como, 'vamos lá, antes que seja tarde demais'", contou, dizendo que o principal destino dos emigrantes era Israel, seguida pelos Estados Unidos.

"Eles estavam com medo pelo futuro da Turquia", acrescentou.

“Os dois primeiros anos em Israel foram difíceis, e tivemos que aprender o idioma. Mas eu não me arrependo”, disse ele.

Em tudo, a Turquia está imitando aos nazistas, enquanto acusam Israel de nazismo. MEMRI, já em 2005 expôs a transformação gradual da Turquia:

Até mesmo o Simon Wiesenthal Center emitiu um comunicado de viagem com destino à Turquia.

The Jerusalem Post publicou um artigo no mês passado intitulado "O dano feito por Erdogan tem ajudado a desencadear invectivas anti-judaica pelos imãs turcos da Alemanha e da Holanda".

Enquanto os mitos estão sendo propagados na Turquia para o avanço do antissemitismo, é hora dos judeus também  estourar  o  mito  da  Tolerância  Otomano.  O  contribuinte  ignorante no  Jerusalém Post  acrescentou dizendo que “a  Turquia,  uma nação  com um recorde  de 500 nos de tolerância para com
 seus judeus..."

Fato é que a Turquia estava longe de ser acolhedora em relação aos judeus durante a época do Holocausto. Em 1656, todos os judeus foram expulsos de Isfahan devido à crença comum de sua impureza e forçados a se converter ao Islã.

Foi apenas um Império Otomano enfraquecido que causou a extinção do imposto jizya em 1856 sob a pressão de países europeus para evitar o massacre dos otomanos aos cristãos libaneses em 1840-60, e de cristãos armênios em 1894-6 e em 1915-1917.

Massacres organizados contra os judeus no Império Otomano ocorreram em: Aleppo (1850, 1875), Damasco (1840, 1848, 1890), Beirute (1862, 1874), Dayr al-Qamar (1847), Jerusalém (1847), Cairo (1844, 1890, 1901-1902), Mansura (1877), Alexandria (1870, 1882, 1901-1907), Port Said (1903, 1908), Damanhur (1871, 1873, 1877, 1891), Istambul (1870, 1874), Buyukdere (1864), Kuzguncuk (1866), Eyup (1868), Edirne (1872), Izmir (1872, 1874), incluindo um massacre de judeus em Bagdá em 1828 e um outro massacre em Barfurúsh em 1867.

No entanto, mesmo o medo judaico do Islã, na maioria das vezes, produz o mito judaico sobre a tolerante Turquia.

FONTE: http://shoebat.com/

O cenário está se fechando e as peças estão em posição no tabuleiro do fim dos tempos. Os sinais estão se mostrando aos que esmilçam a Escrituras quanto ao tempo do fim e a vinda do SALVADOR. 

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus". II TESSALONICENSES 2:2,3

Hoje os muçulmanos estão assentados no Monte do Templo, o Domo da Rocha, à Mesquita de Omar, situada na Cidade Velha de Jerusalém.

PREPARE-SE IGREJA! FIQUE ATENTA AO QUE ESTÁ ACONTECENDO NO MUNDO! 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Bem-vindo ao OS REMIDOS NO SENHOR: Um blog para quem não é manipulado!

Os artigos são livre expressão do seus autores, muitos só postamos a título de informação para conhecimento e não refletem necessariamente as posições adotadas pelo OS REMIDOS NO SENHOR. Nosso propósito, no entanto, é contribuir e incentivar a livre reflexão do nosso público alvo: pastores, líderes, e cristãos em geral que exercem seu papel no Reino de Deus.

Comente, questione, critique, aconselhe, tire dúvidas.

Esclarecemos que, como um site evangélico, não somos neutros em relação às questões aqui levantadas. Portanto, reservamo-nos o direito de bloquear ou excluir comentários segundo critérios próprios. Não sou e nem desejo ser mestre de ninguém, não procuro discípulos, nem admiradores, nem seguidores. Procuro apenas leitores sinceros e amadurecidos para questionar, de maneira sóbria e crítica, as crenças e os paradigmas hegemônicos e misteriosos das escrituras sagradas.

Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Se você não é um desses, esqueça este meu comentário porque a mensagem não é para você,



Whos

Você Pode Gostar Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.w0HvNCS1.dpuf