sábado, 22 de março de 2014

Os Dons do Espírito Santo



Texto base: I Co. 12.1

Introdução: Os dons do Espírito são de suma importância para a igreja de nosso Senhor e Salvador Jesus, pois os mesmo têm como objetivo equipar a igreja do Mestre para a obra que lhe foi confiada.

1. Definindo o dom

A palavra dom provem da palavra grega CHARISMA, e significa um dom pela Graça, um dom livre, gratificação divina, dote espiritual, capacidade milagrosa. Esta palavra é usada especialmente para designar os dons do Espírito. Cf. 1 Co. 12.4-10

2. Existem três tipos de dons

2.1. Dons naturais

2.2. Dons ministeriais – Ef. 4.11 - "E Ele concedeu uns para shlichim (emissários), e outros para neviim (profetas), e outros para proclamadores, e outros para roehim (apascentadores) e morim (professores)";clique aqui

2.3. Dons espirituais – I Co. 12.1 - Ora, a respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.

2.3.1. Existe o dom do Pai – é o Filho – Jo. 3.16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

2.3.2. Existe o dom do Filho – o Espírito Santo – At. 2.1 - Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar.
2.3.3. Existe o dom do Espírito Santo – são nove distribuídos a igreja de Cristo –I Co . 12.1-11

3. A finalidade dos dons

3.1. A edificação da igreja – Ef. 4.7-16; I Ped. 2.5; I Co. 2.9-12
3.2. A glorificação do nome de Jesus – I Co. 10.4
3.3. Adornar a igreja – Gn. 24.15-22
3.4. Equipar a igreja – Ef. 6.10

4. Impedimentos a manifestação dos dons

4.1. Incredulidade – Ef. 2.8; Rm. 8.32; At. 2.17
4.2. Falta de interesse – II Tm. 1.6
4.3. Falta de temor, adoração e santidade – Pv. 8.13; Js. 3.5; At. 2.43

5. A utilidade dos dons

5.1. Útil para nos ensinar verdades espirituais
5.2. Útil para o incremento da evangelização
5.3. Útil para o crescimento da igreja

6. Teorias a respeito dos dons

6.1. Os dons são naturais
6.2. Os dons são totalmente sobrenaturais – essa teoria nega o envolvimento humano, afirmando que o Espírito ignora a mente do homem.
6.3. Os dons são encarnacionais – Isto é Deus opera através de seres humanos. O espírito capacita o crente a ministrar de modo sobrenatural acima de suas capacidades humanas.

7. Falsos conceitos em relação aos dons

7.1. Os dons nos são dados não para a nossa exaltação – Lc. 9.46
7.2. Os dons nos são dados não para demonstrar o nosso egoísmo – Lc. 9.49-50
7.3. Os dons nos são dados não para fazermos o que queremos – Lc. 9.52-54

8. A classificação geral dos dons

8.1. Dons de Revelação

• Palavra da sabedoria
• Palavra do conhecimento (ciência)
Discernimento dos espíritos

8.2. Dons de Poder

• Dom da fé
• Dons de curar
• Dons de operação de milagres

8.3. Dons de Elocução

• Profecia
• Variedade de línguas
• Interpretação de línguas

9. Uma vista geral dos dons

9.1. Aqueles que concedem poder para saber sobrenaturalmente – (dons de revelação) Mt. 13.11; I Co. 2.10
9.2. Aqueles que concedem poder para agir sobrenaturalmente – (dons de poder) At. 6.8; 19.11,12; II Co. 10.3-5
9.3. Aqueles que conceder poder para falar sobrenaturalmente – (dons de elocução) At. 13.9-12; II Ped. 1.21

10. Dons de Revelação

10.1 – A palavra de Conhecimento

Trata-se de uma mensagem vocal, inspirada pelo Espírito Santo, revelando conhecimento a respeito de pessoas, de circunstancias ou de verdades bíblicas.- cf. At. 5.1-10; 10.47,48; 13.2; 15.7-11; II Rs 6.8-17; 8.7-15; Jô. 2.25; 1.46,47; 4.17,18; 11.4-11; Mt. 21.2; Lc. 22.8-13; 22.34; At. 27.10

• A palavra do conhecimento não e conhecimento natural
• A palavra do conhecimento não e um profundo conhecimento da Bíblia
• A palavra do conhecimento não e conhecer a Deus mediante comunhão com Ele.

10.2 – Manifestação do dom da palavra do conhecimento. No ministério de :

• Jesus – Jo. 2.25; 4.1ss; 11.4-11; Mt. 21.2
• Pedro – At. 10.9-19
• Ananias – At. 9.10ss
• Eliseu – II Rs. 5.21-24

10.3 – A palavra de Sabedoria

Trata-se de uma enunciação do Espírito Santo aplicando a palavra de Deus, ou a sua sabedoria, a uma determinada situação – At. 6.3,10; 15.13-21; 27.10, 23-24.
Existem três tipos de sabedoria:
a) Satânica – Ez. 28.12-17; Tg. 3.14-16
b) Humana – Lc. 14.28-32
c) Divina – I Co. 2.6
A palavra da sabedoria no ministério de Jesus:
a) Em sua resposta ao homem avarento – Lc. 12.13
b) Nas respostas aos seus inimigos – Mt. 21.25; 22.21,32
c) Nos acusadores da mulher adultera – Jo. 8.1
10.3 O discernimento dos espíritos
a) Capacidade especial para julgasse profecias e enunciações proféticas, provem do Espírito de Deus.
b) Poder sobrenatural para detectar o domínio dos espíritos e suas atividades
c) Implica o poder do discernimento espiritual, revelação sobrenatural dos planos e propósitos do inimigo e suas forças.
10.4 O que não é discernimento dos espíritos
a) Não é habilidade para descobrir falha dos outros
b) Não é leitura de pensamentos
c) Não tem relação com a psicologia.

Vide I Jo.4.1-3; At.8.10-13; Lc.13.11-16; Mc.9.25; I Tm.4.1; Ap. 13.14; Jr. 23.21-26; Lc. 8.29; Mt. 24.24.

11. Os Dons de Poder

11.1. FÉ

Fé sobrenatural comunicada pelo Espírito Santo, capacitando o crente a crer em Deus, para a realização de milagres.
Existe 3 tipos de Fé:
1. Fé natural;
2. Fé salvadora;
3. Fé como um dom do Espírito.
As dimensões da Fé
• Sem fé – Hb. 11.6
• Fé crescente – 2 Ts. 1.3
• Fé pequena – Mt. 14.28-31
• Fé Grande – Mt. 15.21-28
Exemplos específicos:
• O centurião de Cafarnaum – Mt. 8.5-13
• Um leproso – Lc. 17.11-19
• Dois cegos – Mt. 9.27-29
• O pai do jovem lunático – Lc. 9.36-50

11.2. Dons de Curar

Restauração da saúde de alguém, por meios sobrenaturais divinos. – cf. Mt. 4.23,24; Jô. 6.2; Lc. 4.40,41, At. 4.30; 5.15,16; 9.32-34.

11.3. Dom de Operação de Maravilhas

Poder divino sobrenatural para alterar o curso da natureza. Consiste de dois plurais: dunamis (façanhas de grande poder sobrenatural) e energema (resultados eficazes). Esse dom pode estar relacionado à proteção, provisão, expulsão de demônios, alteração de circunstancias ou juízo.

11.3.1 Exemplos específicos:

• No ministério de Paulo – At. 13.4-12; 19.11
• No ministério de Pedro – At. 9.36-43
• No ministério de Elias – I Rs. 17.8-16-24; II Rs. 1.9-15
• No ministério de Eliseu – II Rs. 4.38-41,42-44; 6.1-7
• No ministério de Moisés – Ex.15.23-25; Nm. 16.1-21-33
• No ministério de Jesus – Jo. 6.5-14; Lc. 8.22-25
• Vide outros exemplos: Js. 10.12-15; Is. 38.1-8; Ex. 13.17-22

12. Dons de Elocução

12.1. Dom de profecia

A palavra mais usada no sentido de profeta, na língua hebraica, inclui a ideia de: BORBULHAR de uma fonte d’água, TRANSBORDAR de um caldeirão fervendo, ALEGRAR-SE com uma visão, e também, DESCOBRIR A VERDADE POR OBSERVAÇÃO. Portanto um profeta é aquele que fala em nome de alguém, predizendo a maneira pela qual Deus vai agir no meio de seu povo.

12.1.1 A finalidade da profecia

a) Exortar;
b) Consolar;
c) edificar a igreja.
12.1.2. Existem três tipos de profetas
a) profeta do obvio;
b) profeta da confusão;
c) profeta de Deus.

12.1.3. Exemplos específicos do dom da profecia

a) Agabo profetizou uma grande fome – At. 11.28-30
b) Na igreja de Antioquia havia crentes com esse dom – At. 13.1-3
c) Na igreja de Corinto – I Co. 14.1

12.2. Dom de variedades de línguas

Variedade é o mesmo que diversidade (subdivisões, baseadas em ligeiras diferenças) obedecendo sempre um mesmo principio ou fonte. Um exemplo deste dom vemos em At. 2.7-12. Este dom deve ser acompanhado por interpretação de línguas – cf. I Co. !4.5,13,23.

12.3. O dom de interpretação de línguas

Devemos ter em conta que o DOM é sobrenatural e não pode ser interpretado pelo fato de alguém ter aprendido algum idioma humano. Aqui vemos em foco o que é sobrenatural e não o que é natural.

Conclusão: Que Deus nos ajude a manter sempre acessa a chama do Espírito, para que possamos sempre desejar os seus dons e abundar neles para a glória de Deus Pai. Meu amado irmão, busque os dons do Espírito, pois eles te capacitarão de uma maneira gloriosa para o trabalho do Mestre. Amém!

A Deus seja Glória !!! 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Bem-vindo ao OS REMIDOS NO SENHOR: Um blog para quem não é manipulado!

Os artigos são livre expressão do seus autores, muitos só postamos a título de informação para conhecimento e não refletem necessariamente as posições adotadas pelo OS REMIDOS NO SENHOR. Nosso propósito, no entanto, é contribuir e incentivar a livre reflexão do nosso público alvo: pastores, líderes, e cristãos em geral que exercem seu papel no Reino de Deus.

Comente, questione, critique, aconselhe, tire dúvidas.

Esclarecemos que, como um site evangélico, não somos neutros em relação às questões aqui levantadas. Portanto, reservamo-nos o direito de bloquear ou excluir comentários segundo critérios próprios. Não sou e nem desejo ser mestre de ninguém, não procuro discípulos, nem admiradores, nem seguidores. Procuro apenas leitores sinceros e amadurecidos para questionar, de maneira sóbria e crítica, as crenças e os paradigmas hegemônicos e misteriosos das escrituras sagradas.

Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Se você não é um desses, esqueça este meu comentário porque a mensagem não é para você,



Whos

Você Pode Gostar Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.w0HvNCS1.dpuf