quinta-feira, 25 de abril de 2013

Senado da Colômbia não aprova casamento gay



O projeto teve 17 votos a favor e 51 contra e conseguiu passar por apenas um dos quatro debates 

O senado da Colômbia, ao contrário do que ocorreu em países como a França e o Uruguai, que aprovaram o casamento gay, rejeitou nesta quarta-feira (24) um projeto de lei que permitiria o casamento entre as pessoas do mesmo sexo, que estava em discussão desde a semana passada no país. O projeto, que foi apresentado pelo congressista Armando Benedetti, teve 17 votos a favor e 51 contra e conseguiu passar por apenas um dos quatro debates que seriam necessários para se tornar lei na Colômbia.


A decisão fará com que a matéria seja arquivada na segunda fase de debates e, para que continuasse a tramitação, o projeto teria que ser aprovado no Senado e em seguida para apreciação da Câmara dos Deputados.

Segundo o jornal Estadão, o projeto de lei que permitiria o casamento gay na Colômbia enfrentou forte oposição da Igreja Católica e de pessoas importantes como a do procurador-geral Alejandro Ordóñez.

Entre os argumentos levantados pelos críticos, está o de que a aprovação do casamento gay seria um duro golpe para a santidade do matrimônio. O senador Carlos Ramiro Chavarro, do Partido Conservador, avalia o casamento como um sacramento envolve entre um homem e uma mulher com o objetivo de procriar.

Carlos Ramiro diz ainda que é um direito dos homossexuais ter as relações que desejam e quer respeitar as escolhas, mas que a decisão é da maioria das pessoas no país que deseja manter a unidade familiar com a união casamento entre as pessoas do sexo oposto.
O senador da bancada conservadora, Roberto Gerlein, também contrário à aprovação, disse que mesmo o estado sendo laico, sem religião, ele representa uma parte da população que não é laica e que não votaria em favor da união que seria contrária aos seus princípios.

Já o senador liberal, Luis Fernando Velasco, a favor do casamento gay na Colômbia, disse que a lei deveria ser aprovada porque a igreja deve fazer suas recomendações no âmbito das denominações e que não deveria servir para toda a população do País.

Fonte: http://portugues.christianpost.com/news/senado-da-colombia-nao-aprova-casamento-gay-16097/ 



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Bem-vindo ao OS REMIDOS NO SENHOR: Um blog para quem não é manipulado!

Os artigos são livre expressão do seus autores, muitos só postamos a título de informação para conhecimento e não refletem necessariamente as posições adotadas pelo OS REMIDOS NO SENHOR. Nosso propósito, no entanto, é contribuir e incentivar a livre reflexão do nosso público alvo: pastores, líderes, e cristãos em geral que exercem seu papel no Reino de Deus.

Comente, questione, critique, aconselhe, tire dúvidas.

Esclarecemos que, como um site evangélico, não somos neutros em relação às questões aqui levantadas. Portanto, reservamo-nos o direito de bloquear ou excluir comentários segundo critérios próprios. Não sou e nem desejo ser mestre de ninguém, não procuro discípulos, nem admiradores, nem seguidores. Procuro apenas leitores sinceros e amadurecidos para questionar, de maneira sóbria e crítica, as crenças e os paradigmas hegemônicos e misteriosos das escrituras sagradas.

Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Se você não é um desses, esqueça este meu comentário porque a mensagem não é para você,



Whos

Você Pode Gostar Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.w0HvNCS1.dpuf