terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

O Templocentrismo Cristão



Por Ronaldo Alves

É bem verdade que Deus manifestou sua Glória, através do Tabernáculo e posteriormente no Templo Santo.

Templo este que fora construído por Salomão, com todas as coordenadas dadas por Deus. Ali Deus se manifestava ao povo de Israel, por intermédio do Sumo-Sacerdote e o pecado da nação era expiado por meio de sacrifícios.

Até que seus reis e sacerdotes começaram a profaná-lo com todo tipo de abominação. O Templo era usado para rituais pagãos, afrontando o Deus de Israel.

Aquele suntuoso monumento com toda sua glória estava corrompido aos olhos de Deus e por isso não era mais ambiente para sua manifestação, era necessário a sua destruição.

Nabudonozor, rei da Babilônia, em sua investida contra Judá, em 586 a.C, que durou aproximadamente 2 anos, destrói Jerusalém e o Templo, levando cativo para Babilônia os mais nobres. Estava àquele santuário agora em ruínas!

Após 70 anos de cativeiro na Babilônia, os judeus liderados por Neemias, voltam a Jerusalém para a reconstrução, daquilo que seria o segundo Templo, em 515 a.C. Mas, sua utilidade não era mais como a do primeiro, após o feito dos construtores e a missão de Neemias e Esdras a conduzir o povo à religião judaica, que estava corrompida com a babilônica, Deus fica sem se manifestar por quatrocentos anos. No ano 164 a.C, Judas Macabeus, faz passar o Templo por uma reforma. Mas, a imponência do segundo Templo se fez através de Herodes, O Grande, com a intenção de agradar os judeus. Esta obra durou por vários anos, tendo terminado em 64 a.D, até que no ano 70, o segundo Templo foi destruído pelos romanos, através do Imperador  Tito.       

A seita dos nazarenos ou Os do Caminho, como era identificado os cristãos da época, não se reunia em templos, até porque o Templo era dos judeus, e os cristãos não poderiam se reunir nele.

Diariamente perseverando unânimes no templo, e partindo pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, Atos 2: 46 

Creio eu haver um erro de tradução neste versículo, pelo motivo citado acima. A igreja de Cristo se reunia em domicílio, em casas de irmãos que recebiam a Graça Salvadora.

Observe que este novo ensino, dos Nazarenos, ia de encontro com os princípios judeus e eram por isso perseguidos. Não havia lugar para os cristãos no Templo judeu.

Certa vez Jesus conversando com uma mulher de Samaria ela lhe faz uma pergunta:

Nossos pais adoraram neste monte; e vós dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Mas, a hora vem e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito; e é necessário que os que o adoram, o adorem em espírito e em verdade. João 4: 20, 21, 23, 24

Havia aqui uma questão da mulher, (que era samaritana, pois, os mesmos não falavam com os judeus), em saber o lugar correto de cultuar a Deus, em Jerusalém ou no Monte Gerizim, mas, Jesus responde que não é o templo que aproxima o homem de Deus e sim em buscar ao Pai em Espírito e em verdade. Pois estes são o que o Pai procura.

Deus é bastante claro quando afirma que não habita em templos feito por mãos de homens.

Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta: Atos 7: 48

O apóstolo Paulo afirma em uma de suas cartas, que nós somos o templo do Espírito Santo.

Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo que habita em vós, o qual vos foi dado por Deus, e que não sois de vós mesmos? I Coríntios 6: 19

Com a derrota da "Grande Revolta Judaica" contra o domínio romano, Jerusalém foi tomada pelo exército do Imperador Tito. Outra vez as muralhas e o segundo Templo, que foram restaurados por Herodes, O Grande, estavam em ruínas. Houve uma perseguição aos judeus, e à igreja de Cristo viveu sua história clandestinamente por causa da perseguição romana.  Mas, uma vez estava o Templo profanado por aqueles que eram considerados o povo de Deus.

Em 135, o imperador Adriano mandou arrasar a cidade, ao cabo da revolta judaica liderada por Simão bar Kokhba. Sobre os restos de Jerusalém, edificou-se uma cidade helênica (Aelia Capitônia) e sobre o monte onde se erguera o santuário de Deus, erigiu-se um templo dedicado a Júpiter.

Deus com todo esses acontecimento mostra claramente que o templocentrismo estava falido, sem valor e completamente passível de profanação por seus frequentadores.  

Assim, pois, não sois mais estrangeiros e peregrinos, antes sois concidadãos dos santos e "membros da família de Deus", edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo a principal pedra angular o próprio Cristo Jesus, no qual cada edifício bem conjuntado cresce para ser um templo santo no Senhor, no qual também vós sois edificados para uma habitação de Deus no Espírito. Efésios 2: 19 -22

O Novo Testamento refere-se aos cristãos como família, noiva, e templo de Deus, sendo assim, à igreja não faria uso de templo para cultuar a Deus, pois, ela própria seria o templo de Deus. 

No decorrer da história ela seria clandestina, vitimada por perseguição romana. E em 312 Constantino não conseguindo exterminá-la a seduz com o embuste da sua conversão, para sua desolação.

A partir daí começa uma junção da igreja de Cristo e o paganismo, nascendo com tal união o catolicismo e denominando hoje o que conhecemos por cristianismo.   

O paganismo infiltra no catolicismo seus templos, como lugar de culto de seus fiés.  Seguindo este mesmo costume à Reforma Protestante, que depois denominou-se como, reformistas ou protestantes, que nada mais era uma raiz do catolicismo adota para si o templocentrismo.

Aqui no Brasil os protestantes são denominados como evangélicos que também herdaram o costume de seus fundadores reformistas na forma de culto.

Mas, o que temos notado é que essa igreja evangélica também profanou o templo, prostituiu com coisas abomináveis aos olhos de Deus. Vale tudo dentro templo. De danças sensuais, vendas de produtos, apresentações de políticos, festas e comilança em seu interior, sexo em suas dependências e todo tipo de pecado.

Veja um bom exemplo de um templo profanado:

                                    
A Cruz Invertida é conhecida por ser um dos símbolos dos satanistas medievais, pois suas cerimônias eram o inverso do Cristianismo.

Seus líderes na sua maioria são soberbos, arrogantes, gananciosos, ávidos por riquezas sustentando sua usura com seus fiéis.   São adoradores do templo, doutrinados nas sociedades secretas que muitos são membros, daí a sua defesa quanto ao templo como lugar de culto. 

A Maçonaria tem completa devoção pelo Templo de Salomão e sua reconstrução. Na bíblia não há relato da igreja se reunir em templos. Este empreendimento fora passado pelos pagãos que se infiltraram no meio da igreja de Cristo. Quando em Atos relata que Pedro e João foram ao Templo orar, era porque tinham como prática pelo motivo de serem judeus. Mas, segundo a tradição judaica, por estarem seguindo um novo ensinamento, dado por Jesus, não dava direito de estarem ali.


Um sistema como este está prostituído, corrompido, adulterado, fornicado e seus frequentadores gemem em seus devaneios como se Deus estivesse ali no seu meio.

Ouvi outra voz do céu dizendo: Sai dela, povo meu, para não serdes participantes dos seus pecados, nem terdes parte nas suas pragas; Apocalipse 18: 4

A Graça  e a paz do Senhor Jesus!

Um comentário :

  1. Na verdade não há erro de tradução em Atos 2 :47! Naquele momento havia um período de transição para a Graça de Cristo! E os discípulos estavam reunidos no ''Templo'' e não na Nave do Templo. Eles se reuniam no Alpendre de Salomão que era na frente do Templo. Alpendre era como se fosse uma rodoviaria hoje em dia, os viajantes paravam ali para comprar alguma coisa! Vou explicar melhor. Naquele tempo dizer que estava no Templo era dizer que estava dentro do perímetro do Templo! Os apóstolos logo perceberam que não havia lugar para eles ali, principalmente depois do Discurso de Estevão Atos 7 :45 ao 51 ! O Artigo é muito bom, explica bem o erro eclesiástico!

    ResponderExcluir

Bem-vindo ao OS REMIDOS NO SENHOR: Um blog para quem não é manipulado!

Os artigos são livre expressão do seus autores, muitos só postamos a título de informação para conhecimento e não refletem necessariamente as posições adotadas pelo OS REMIDOS NO SENHOR. Nosso propósito, no entanto, é contribuir e incentivar a livre reflexão do nosso público alvo: pastores, líderes, e cristãos em geral que exercem seu papel no Reino de Deus.

Comente, questione, critique, aconselhe, tire dúvidas.

Esclarecemos que, como um site evangélico, não somos neutros em relação às questões aqui levantadas. Portanto, reservamo-nos o direito de bloquear ou excluir comentários segundo critérios próprios. Não sou e nem desejo ser mestre de ninguém, não procuro discípulos, nem admiradores, nem seguidores. Procuro apenas leitores sinceros e amadurecidos para questionar, de maneira sóbria e crítica, as crenças e os paradigmas hegemônicos e misteriosos das escrituras sagradas.

Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Se você não é um desses, esqueça este meu comentário porque a mensagem não é para você,



Whos

Você Pode Gostar Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.w0HvNCS1.dpuf