quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O diabo no campanário e o horário de verão


O burgo holandês de Vondervotteimittiss foi  o mais belo lugar do mundo. Cidade simples e pacata tão antiga que os seus moradores usavam velas e relógios de corda. Os relógios sempre ficavam desatualizados pela pouca quantidade de corda que se dava por isso o pequeno povoado acertava seus horários  através do campanário situado na casa do Conselho Municipal.

As escolas, restaurantes, bares e até  as rotinas domesticas na cidade dependiam de uma hora específica para a realização de suas tarefas. Certo dia  todos aguardavam a chegada do meio-dia para poder confirmar a hora certa através das badaladas dos sinos, mas uma densa nuvem negra cobriu  o campanário.Alguns moradores viram um vulto misterioso e teve pessoas que juravam ter visto o diabo. Na verdade era ele, mas os moradores estavam mais interessados em acertarem seus relógios.

Meio-dia… as baladas começaram e todos contavam atentamente.  Uma, duas três, quatro, doze e logo em seguida treze badalas. O diabo tinha adiantado uma hora e todos os moradores pensaram que já era uma hora da tarde.

O desespero foi total, pois os moradores perderam a noção do tempo. A professora que mal entregará as provas recolheu tudo, pois era o fim de mais um dia e todos levaram zero. A confeitaria da cidade perdeu todos os seus bolos, pois foram tirados fora do tempo. Um paciente morreu no hospital, pois a cirurgia deveria acontecer justamente na hora em que terminava o expediente do cirurgião.

No outro dia as coisas ficaram piores. As pessoas que levantaram de madrugada praticamente nem dormiam mais. Muitos ficavam com sono durante o dia todo, outros desenvolveram problemas cardíacos, pois o ritmo biológico do organismo tinha sido alterado. Teve pessoas que ficaram tão irritadas que acabaram se matando. Tudo isso além das brigas diárias no trânsito  devido a surtos psicóticos que resultavam em mais mortes. Nesse momento, o diabo e os noticiários da TV, especialmente uma emissora controlada pelo bispo da cidade,  recebiam alegremente os novos visitantes.

Mas o que era desespero para alguns se transformou em lucro para outros. A indústria farmacêutica lucrou horrores com a venda de calmantes, relaxantes musculares e remédios para doenças cardíacas. Outros faziam filas  para uma consulta com psicólogos. Até o prefeito ficou satisfeito, pois quando implantava uma nova lei ninguém o questionava por estar praticamente dormindo em pé.
Com medo da população se rebelar, o prefeito se reuniu com os ricos e poderosos da cidade para criar um decreto universal… Camaradas! Nós podemos continuar nossas rotinas como antes, apenas o povo deve obedecer ao novo horário, pois ele se tornou lucrativo para nós.

Hoje proponho criar uma desculpa para o povo. Em nome do bem-comum da humanidade e para que todos tenham velas suficientes devido a falta de matéria prima no mercado será criado o horário de verão, disse o prefeito. Os jornais cuidarão para apresentarem estatísticas falsas.
Mas prefeito! E se eles não acreditarem? Disse um dos intelectuais da reunião.
Chamem o padre e o pastor da cidade. Ambos adoram se envolver na política e no direito da cidadania. Vamos falar para eles que tudo isso é em nome do bem-comum para economizar velas  e o povo aceitará. Vamos transformar o diabo em deus. Isso prefeito! Parabéns! Gritavam todos eufóricos com a vitória.
E assim, um julgo desleal foi colocado sobre o povo. Durante as três primeiras estações do ano todos ficavam muito cansados, mas quando chegavam os primeiros dias do verão todos sentiam mais ânimo e mais disposição. Isso irritava o prefeito que em menos de 10 dias decretava o novo horário de verão. E assim, todos viveram sedentários para sempre.

Texto inspirado na obra de Edgar Allan Poe – O diabo e o campanário

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Bem-vindo ao OS REMIDOS NO SENHOR: Um blog para quem não é manipulado!

Os artigos são livre expressão do seus autores, muitos só postamos a título de informação para conhecimento e não refletem necessariamente as posições adotadas pelo OS REMIDOS NO SENHOR. Nosso propósito, no entanto, é contribuir e incentivar a livre reflexão do nosso público alvo: pastores, líderes, e cristãos em geral que exercem seu papel no Reino de Deus.

Comente, questione, critique, aconselhe, tire dúvidas.

Esclarecemos que, como um site evangélico, não somos neutros em relação às questões aqui levantadas. Portanto, reservamo-nos o direito de bloquear ou excluir comentários segundo critérios próprios. Não sou e nem desejo ser mestre de ninguém, não procuro discípulos, nem admiradores, nem seguidores. Procuro apenas leitores sinceros e amadurecidos para questionar, de maneira sóbria e crítica, as crenças e os paradigmas hegemônicos e misteriosos das escrituras sagradas.

Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

Mas difamações, ataques pessoais, trollagens, xingamentos, atitudes de intolerância, assim como comentários à serviço de militâncias políticas e religiosas não serão aceitos!

Se você não é um desses, esqueça este meu comentário porque a mensagem não é para você,



Whos

Você Pode Gostar Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.w0HvNCS1.dpuf